Notícias

Brasileira lançou livro no Egito

09 de novembro de 2017

A musicista e escritora Niágara Cruz apresentou seu livro infantil 'Lua de Couro' em Assuã no mês de outubro. Ela também deu oficinas sobre música brasileira.

São Paulo – A brasileira Niágara Cruz lançou o seu livro infantil “Lua de Couro” no último mês no Egito, onde esteve para um trabalho sobre música com estudantes egípcios. Moradora do Rio de Janeiro e nascida em Mato Grosso do Sul, Niágara é escritora e também musicista. A obra apresentada, que ainda terá seu lançamento no Brasil – no mês de dezembro -, conta sobre um rapaz perdido no deserto.

O moço se chama Lua, sente frio, fome e solidão, mas vai caminhando pelo deserto e encontra um boi, um pássaro anu, um calango. Depois chega a um local onde há muitas pessoas e todas estão perdidas como ele. Ali, no entanto, ocorrem algumas manifestações culturais e chove, inclusive gotas de estrelas. “Acontecem coisas mágicas”, conta Niágara.

“Lua que anda pelo céu e se transforma.../E não é que a lua anda como o povo que procura como viver e se transforma como o povo que precisa sobreviver?/Ela parece feita de couro./Lua de Couro...”, diz um trecho do livro.

A publicação é independente e a obra está no idioma português. Apesar de ter como língua principal o árabe, no Egito há falantes de português. Na Universidade de Assuã, por exemplo, o Departamento de Língua Portuguesa mantém um curso de graduação na área.

Niágara esteve em Assuã entre 11 e 25 de outubro a convite da universidade e de um projeto cultural chamado Egito no Brasil, da jornalista brasileira Márcia Machado. As atividades de Niágara no país tiveram a organização do coordenador do Departamento de Língua Portuguesa da instituição de ensino, Maged ElGebaly, e de Márcia.

A escritora apresentou seu livro para crianças na escola Luxor Science e também aos alunos do curso de português da Universidade de Assuã. Nos dois locais ela também realizou trabalhos sobre música, área na qual tem a sua principal atividade profissional. Para as crianças, Niágara falou e realizou atividades sobre música de raiz, samba, cantigas de rodas. A escritora usou instrumentos que ela produziu com garrafas pet.

Já as alunas de português da universidade participaram de dois workshops com a brasileira, e depois, a partir deles, fizeram uma apresentação no Centro Cultural de Assuã. Foram tocadas, cantadas e dançadas músicas como “Cai, cai balão”, “Ciranda da Rosa Vermelha”, “Samba Lelê”, entre outras. Os hinos nacionais do Egito e do Brasil foram tocados. Os instrumentos usados na apresentação eram de garrafas pet. Assim que chegou no Egito, Niágara fez uma imersão na cultura local, pesquisando a música tocada no país.

O livro “Lua de Couro” é a segunda obra infantil de Niágara Cruz. A outra, chamada de “O Jardim dos Sentidos”, foi publicada há cerca de cinco anos pela editora Irmãos Vitale. Ele conta a história de uma menina chateada e triste, que encontra um jardim durante o seu trajeto pela rua. Os dois livros são acompanhados de CDs para que crianças em fase de alfabetização e também cegas possam ter acesso às obras. O CD de “Lua de Couro" tem narrações e vozes com trilhas musicais de Gaetano Galifi.

Niágara da música e das letras

Apesar da imersão no mundo da literatura infantil, a brasileira é conhecida principalmente por seu trabalho com música. Nascida na cidade de Dourados e criada em Campo Grande, ela chegou a participar da Orquestra Clássica de Mato Grosso do Sul e deu aulas de música em seu estado. Mas se mudou para o Rio de Janeiro para estudar no Conservatório Brasileiro de Música e no estado acabou construindo sua carreira.

Niágara começou dando aulas no Colégio Pedro II, tradicional escola pública federal que fica no Rio, com contrato temporário e hoje é professora efetiva na escola. A sul-mato-grossense tem pós-graduação em Musicoterapia pelo Conservatório Brasileiro de Música e mestrado em Musicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e uma trajetória bem diversa pela área. Ela também é professora de cursos livres no Conservatório. 

As atividades já realizadas por Niágara com música incluem desde criação e participação musical em peças teatrais, seleção musical para apresentações de dança, oficina de construção de instrumentos com garrafas pet, gravação de CDs e participação em duos musicais. Assim que começou a pensar nas histórias infantis, Niágara foi incentivada por amigos poetas a lançá-las. “Dou aulas para crianças desde os 14 anos”, afirma ela, sobre seu vínculo com esse universo.

Além da trilha de Gaetano Galifi, “Lua de Couro” tem ilustrações de Leandro Segga, revisão de Ariadne de Creta, edição de som de Christian Caselli, vozes de Alexandre Souza, Crassis Vieira e Ariel Souza, e impressão da Polo Printer. O livro com CD pode ser adquirido diretamente com a escritora (contatos abaixo) para envios no Brasil e exterior. Em breve, eles também devem estar em livrarias brasileiras. 

Contato:

Niágara Cruz
Facebook: https://www.facebook.com/niagaracruz
Email: profniagaracruz@gmail.com
Telefone: +55 (21) 9 8600-5257