Notícias

Francal recebeu importadores de quatro países árabes

01 de julho de 2016

A feira de calçados teve visitas de compradores de 45 países, entre eles da Arábia Saudita, Egito, Emirados e Líbano. No total, 1.100 estrangeiros estiveram na mostra.

São Paulo – A Francal, feira de calçados e acessórios que ocorreu nesta semana na capital paulista, teve visitas de importadores de quatro países árabes. Arábia Saudita, Egito, Emirados Árabes Unidos e Líbano tiveram compradores na mostra, que recebeu 1.100 estrangeiros entre o domingo (26) e a quarta-feira (29), no Parque Anhembi. Um total de 35 mil pessoas passou pela feira, de acordo com informações divulgadas pela assessoria do evento.

Além dos árabes, conheceram as novidades da indústria brasileira de calçados na Francal importadores da África do Sul, Angola, Argentina, Aruba, Austrália, Bolívia, Canadá, Chile, China, Cingapura, Colômbia, Coreia do Sul, Costa Rica, El Salvador, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia, Guatemala, Guiana Francesa, Inglaterra, Israel, Itália, Malásia, México, Nova Zelândia, Panamá, Paraguai, Peru, Polônia, Porto Rico, Portugal, República Dominicana, Romênia, Rússia, Suriname, Turquia, Uruguai, Venezuela e Zâmbia. Foram 45 países no total.

A organização descreveu a feira como evento que marcou a retomada de negócios do setor para o segundo semestre. A mostra apresentou a coleção primavera-verão em calçados e acessórios e os lojistas aproveitaram para fazer suas encomendas para o período. Em material divulgado pela assessoria da Francal, o presidente da feira, Abdala Jamil Abdala, disse que a estabilização do cenário político no Brasil, o frio intenso das últimas semanas, o retorno do consumidor às lojas e o cenário favorável às exportações fizeram melhorar os negócios.

A assessoria da feira coletou a opinião de expositores sobre a movimentação em vendas e entre eles estava quem vendeu para o Oriente Médio. “Foi excepcional, recebemos gente de todas as regiões do Brasil, assim como visitantes do Equador, Bolívia, Argentina e países do Oriente Médio”, disse o gestor de Negócios da Klin, Otavio Fachioli. A Klin fabrica calçados infantis. O analista de Marketing da Petite Jolie, Guilherme Blos, afirmou ter percebido que os compradores vieram para a Francal com a esperança de um segundo semestre aquecido.