Notícias

Produção de energia: em poucas regiões

23 de junho de 2016

Segundo estudo do IBGE, há concentração excessiva da produção, distribuição e logística energética no Brasil nas regiões Sudeste, Sul e parte do Centro-Oeste.

Rio de Janeiro - Superar as desigualdades e atender a demanda energética em um País continental como o Brasil são os principais desafios a serem superados no sistema de distribuição, conclui o estudo Logística de Energia 2015 - Redes e Fluxos do Território, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (23).

O documento sinaliza concentração excessiva da produção, distribuição e logística energética nas regiões Sudeste, Sul e parte do Centro-Oeste do país. No Sudeste, por exemplo, o Rio de Janeiro responde por quase 70% de toda a produção de petróleo (68,4%) e por 34,8% da produção de gás natural; o Espírito Santo é responsável por 16,3% da produção de petróleo e São Paulo, (7,2%).