Notícias

Rio de Janeiro terá escola libanesa

06 de julho de 2016

Instituição inicia aulas no dia 05 de setembro. Entidade irá oferecer do jardim da infância ao ensino médio. Alunos terão aulas em árabe, português, francês e inglês. Diploma também terá validade no Líbano.

São Paulo – O Consulado Geral do Líbano no Rio de Janeiro irá inaugurar a Escola Libanesa, instituição de ensino multilíngue baseada na sede da representação diplomática na capital fluminense. As aulas começam no dia 05 de setembro e as matrículas estão abertas. A escola irá oferecer três ciclos de ensino, do jardim da infância ao ensino médio. Os alunos terão aulas em português, árabe, inglês e francês.

A iniciativa de criar a escola foi do próprio cônsul-geral do Líbano no Rio de Janeiro, Ziad Itani. “Quisemos dar a oportunidade para a comunidade aprender a língua árabe e a cultura libanesa. Muitas pessoas na comunidade libanesa queriam que tivéssemos instituições culturais. Vi que precisávamos preservar a cultura e a língua”, afirma.

Segundo o diplomata, além de oferecer um ensino voltado aos descendentes que vivem na cidade, a escola irá facilitar os trâmites burocráticos daqueles que decidirem estudar no Líbano posteriormente. “As pessoas da comunidade que tinham filhos estudando em escolas brasileiras e queriam enviá-los depois ao Líbano perdiam até um ano para regulamentar a documentação”, conta.

A grade curricular da Escola Libanesa no Rio de Janeiro tem a aprovação do Ministério da Educação do Líbano e do Ministério da Educação do Brasil. Desta forma, os alunos da instituição já terão seus diplomas validados automaticamente no país árabe.

A escola irá iniciar as aulas com o ciclo de educação infantil, compreendendo os jardins da infância 1, 2 e 3. Neste período, as crianças terão aulas em português e em árabe. Os demais ciclos e séries serão oferecidos posteriormente. A ideia é acrescentar uma ou duas novas séries por ano, dependendo da demanda. No jardim da infância serão admitidas crianças a partir dos três anos de idade.

“O [idioma] árabe entra desde o início [do ciclo educacional]. Queremos que as crianças ouçam histórias, tenham conversas no recreio. Até os nove ou dez anos de idade, as crianças têm uma facilidade imensa de aprendizado de línguas”, destaca Kátia Chalita, diretora do Setor Árabe da Escola Libanesa.

Inicialmente, as instalações da escola ficarão dentro do consulado, mas a direção da entidade tem o projeto de construção de um novo edifício de dois andares para acomodar os alunos. O novo prédio terá 24 novas salas, uma biblioteca pública, uma sala de informática, um laboratório de estudos científicos e alojamentos para professores visitantes.

Além das aulas do idioma árabe, os alunos terão disciplinas que serão ensinadas em árabe, de acordo com a grade de cada série. Entre as matérias que serão ministradas no idioma estão narração de histórias, matemática, geografia do Líbano, história do Líbano e artes.

A partir do ensino básico, os pais deverão escolher qual será a terceira língua ensinada a seus filhos: inglês ou francês. Depois disso, no ensino médio, os alunos passarão a ter aulas de biologia, matemática, química e física ensinadas na língua escolhida. Os alunos que forem educados em um destes idiomas também receberão aulas de língua do outro idioma. “A Escola Libanesa tem todas as características de uma escola internacional. Ao final do ensino médio, o aluno estará preparado em quatro línguas”, aponta Chalita.

Por ser uma escola ligada a dois países, a Escola Libanesa terá dois diretores. Chalita cuidará de toda a parte de ensino relacionada à grade libanesa. Ela é formada em Letras pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro e ex-coordenadora do curso de graduação de Letras da mesma universidade. A educadora é também vice-presidente do Instituto de Cultura Brasil Líbano. Roberto Habib será o diretor do Setor Brasileiro da Escola. Ele é Licenciado em Pedagogia e Gestão Escolar e foi diretor do Colégio Pedro II, no Rio de Janeiro.

Para os alunos que se matricularem até setembro deste ano, o valor da mensalidade será de R$ 1.250, válido até o final de 2017. Para alunos matriculados no próximo ano, o valor da mensalidade será de R$ 1.650.

A Escola Libanesa também está com vagas abertas para professores formados em árabe e para o cargo de secretária.

Mais informações sobre a Escola Libanesa podem ser obtidas no site www.escolalibanesa.com.br. Os contatos podem ser feitos pelo telefone (21) 2539-2125 ou pelo e-mail contato@escolalibanesa.com.br.