Notícias

Banco Central da Tunísia prevê melhora na economia

28 de junho de 2016

Túnis – O ritmo de crescimento trimestral do Produto Interno Bruto (PIB) da Tunísia deverá se manter na faixa de 0,6% a 1,2% até o último trimestre de 2017, segundo o conselho de administração do Banco Central do país (BCT). O crescimento anual será de 2% em 2016 e de 3,5% em 2017, de acordo com as previsões da instituição.

Excetuando-se o setor agrícola, o crescimento do PIB poderá chegar a 2,6% este ano e a 3,4% no próximo, contra apenas 0,3% em 2015.

O cenário traçado pelo BTC prevê um retorno gradual ao ritmo de crescimento registrado antes de 2015. Esta retomada será sustentada pela recuperação da produção em setores exportadores como as indústrias mecânica e elétrica, e de têxteis, confecções, couros e calçados. Para tanto, espera-se um aumento da demanda dos principais parceiros comerciais da Tunísia, em especial a Zona do Euro.

O Banco Central espera também uma contribuição positiva e significativa de determinados setores que tiveram fraco desempenho em 2015, principalmente as indústrias química, de mineração, de fosfatos e de energia.

O ritmo de recuperação do turismo, porém, deverá ser bastante lento e irá contribuir negativamente para o crescimento do PIB em 2016. Uma leve contribuição positiva está prevista para 2017.

Já o setor agrícola deve sentir o efeito da falta de chuvas e também contribuir negativamente para o crescimento do PIB este ano, antes de retomar o crescimento em 2017.

Embora as perspectivas para a economia tunisiana sejam de melhora, existem fatores que podem inibir o crescimento, como o arrefecimento da demanda internacional, um aumento significativo do preço do petróleo e a intensificação das crises geopolíticas.