Notícias

Exportação de café ao mundo árabe cai 17%

13 de julho de 2016

São Paulo – As exportações de café aos países árabes caíram 17% em volume e 27% em receita no primeiro semestre deste ano sobre igual período do ano passado, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira (13) pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

Os produtores de café enviaram 585 mil sacas de 60 quilos do produto ao mercado árabe de janeiro a junho deste ano, contra 706 mil nos mesmos meses de 2015. A queda foi de 121 mil sacas. As vendas geraram receita de US$ 106,8 milhões para o Brasil nos primeiros seis meses do ano passado e de US$ 77,5 milhões em igual período deste ano, queda de US$ 29,3 milhões.

A participação dos países árabes como destino de café brasileiro foi de 3,6% em volume e de 3,2% em receita no primeiro semestre deste ano. A diferença em relação à representatividade do mercado árabe nas exportações dos primeiros seis meses de 2015, porém, não foi muita. Ela era apenas um pouco maior: 3,9% do total em volume e 4,4% em receita.

As exportações de café como um todo também recuaram no primeiro semestre. Elas caíram de US$ 3,1 bilhões de janeiro a junho de 2015 para US$ 2,3 bilhões nos mesmos meses deste ano, um recuo de 25%. Em quantidades, as vendas internacionais do segmento caíram 8,7%, de 17,7 milhões de sacas para 16,1 milhões de sacas, na mesma comparação.

“Por conta de fatores climáticos e baixos estoques, houve uma retração nos últimos meses. Mas, a expectativa com a abertura da nova safra é que as exportações voltem ao patamar de crescimento ao longo do ano”, disse o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes.

A última safra de café foi de julho de 2015 a junho de 2016, período no qual o Brasil exportou 35 milhões de sacas, a um preço médio de US$ 151,26. A receita gerada com o comércio internacional foi de US$ 5,3 bilhões. Houve queda de 22% no faturamento e de 3,2% no volume. A partir de julho começa a ser contabilizada nova safra no setor.