Notícias

País do Golfo já investiu US$ 5 bilhões no Brasil

26 de setembro de 2017

Em encontro entre empresários brasileiros e catarianos nesta terça-feira (26), na Câmara Árabe, o embaixador do Catar em Brasília, Mohammed Alhayki, falou sobre investimentos e de planos para o setor de gás.

São Paulo – O Catar tem investimentos de US$ 5 bilhões no Brasil, segundo o embaixador do país do Golfo em Brasília, Mohammed Alhayki. O diplomata falou em seminário que ocorreu nesta terça-feira (26) na sede da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, em São Paulo, como parte de uma missão liderada pelo Qatar Development Bank (QDB).

De acordo com informações do embaixador, o Catar investe no País em setores como o financeiro, mineração, agricultura, pecuária e aéreo. O fundo soberano Qatar Investment Authority (QIA), por exemplo, tem participação no banco Santander Brasil e a companhia aérea Qatar Airways Investment, subsidiária da Qatar Airways, adquiriu recentemente parte da Latam, empresa formada pela companhia aérea brasileira TAM e a empresa chilena LAN.

O diplomata falou aos empresários presentes no seminário sobre os planos de expansão de exportação de gás do Catar ao Brasil. O país árabe já fornece o produto ao mercado brasileiro, mas deve fazer novos negócios, com desembarque do gás via Sergipe, e está conversando também com os estados do Sul e Mato Grosso sobre fornecimento.

Para a reportagem da ANBA, o diplomata lembrou que o Catar é o maior fornecedor mundial de gás atualmente e que o Brasil está procurando diversificar seus fornecedores na área. Ele disse que o Catar está muito feliz em vender para o Brasil, que é um mercado muito importante. “É uma excelente oportunidade”, afirmou o embaixador.

No seminário estiveram presentes representantes do QDB, além de nove empresas do Catar e de companhias brasileiras. “Vocês estão no lugar certo se vieram fazer negócios e investimentos”, disse o embaixador Alhayki aos catarianos. Ele falou que o Brasil é hospitaleiro e lembrou a grande comunidade de origem árabe que o País abriga, com cerca de 10 milhões de pessoas ou 5% da população. Disse também que esse grupo tem participação ativa na economia do País.

O diplomata afirmou que a missão do QDB deve fortalecer o comércio e as parcerias do Catar com o Brasil. No ano passado, o Catar faturou US$ 532 milhões com exportações ao Brasil, principalmente com venda de produtos como adubos, combustíveis, plásticos e produtos químicos. Já o Brasil exportou ao Catar US$ 378 milhões, principalmente em carnes e veículos, de acordo com dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).